Venda de imóveis cresce! Comprar para morar ou investir?

A comercialização de casas e apartamento começaram a subir em abril e bombou nos meses de agosto e setembro de 2020. A maioria continua comprando para moradia, mas as compras para investimentos vêm crescendo, tanto com o objetivo de obter renda com aluguel como revender no futuro.

Segundo o site Infomoney, a grande explosão de comercializações começou no segundo trimestre de 2020, em Agosto. Na cidade de São Paulo, foram 6.350 unidades residenciais vendidas, 46,3% a mais do que em julho e 35% a mais do que em agosto do ano passado, mostra o Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). É a maior comercialização de agosto da série histórica, iniciada em 2004.

A pandemia trouxe novos hábitos de vida como, por exemplo, a adoção de home office e o fortalecimento da relação dos moradores com suas casas, o que fez eles buscarem espaços mais amplos e com qualidade de vida. Outro destaque para a compra de imóveis está sendo a queda da taxa Selic, passando de 6,5% ao ano para o atual que está em 2% ao ano. Isso fez com que as taxas cobradas nos financiamentos diminuíssem.

A diminuição da taxa Selic faz com que a rentabilidade em renda fixa se torne desfavorável. Já o investimento em imóveis faz com que se consiga um retorno maior que a renda fixa e com menor risco que o mercado de ações. Segundo o vice-presidente do Secovi estima uma rentabilidade advinda de aluguel entre 0,3% a 0,6% ao mês.

Seria o momento certo para adquirir uma casa ou apartamento?

Houve uma queda de preço e as vantagens de financiamento com a taxa Selic na mínima histórica faz com que a acessibilidade tanto para investimento como para moradia seja maior. Porém já se tem uma previsão de aumento dos preços, o custo da matéria prima tem aumentado por causa do câmbio, a moeda americana já se valorizou cerca de 40% ao longo de 2020, os custos estão pressionados e as construtoras veem uma valorização dos próprios terrenos, pela lei da oferta e da demanda. Por outro lado, as novas taxas de financiamento criam condições para um novo ciclo de alta no mercado imobiliário.

Portanto, agora é o momento exato para aproveitas as oportunidades do mercado, tanto para aqueles que pretendem comprar a casa própria, aproveitando as excelentes taxas de financiamento, quanto para os investidores que estão com foco no retorno dos alugueis, que estão rendendo até o triplo da renda fixa atualmente, além da própria valorização do imóvel!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *